top of page

Dicas e Truques para Mergulhadores de Segurança Pública


DICAS E TRUQUES PARA MERGULHADOR DE SEGURANÇA PÚBLICA: POSIÇÃO DO CORPO


Por: Mark Phillips / Tradução e Adaptação: Vagner Marretti / Revisão: Vanessa Papa


Quando realizamos uma busca em águas claras, não precisamos necessariamente recorrer a todos os processos de uma busca com visibilidade zero. Se jogássemos uma faca em uma piscina limpa e disséssemos, “vá, encontre-a”, você iria procurá-la da borda, caminharia até o ponto mais próximo a ela e pularia para recuperá-la. Você nem se importaria com o equipamento. Você prenderia a respiração e pularia. Seus olhos se abririam e você seria capaz de ver, agarrar e levá-la para cima. Fácil e realizado em muito menos tempo do que uma única viagem de um ponteiro de segundos ao redor do mostrador de um relógio.


Mas faça o mesmo exercício com a máscara cega. Não é tão fácil agora, não é? Você não pode ver. Não há uma boa maneira de pesquisar uma grande área sem estar amarrado e realizar uma pesquisa sistemática. Agora você pode levar horas, talvez um dia inteiro para procurar pela piscina. O que acontece se depois de gastar todo esse tempo, todos os recursos e horas de mão de obra, você não encontrar? A capacidade de dizer que algo NÃO está lá é tão boa quanto encontrar o objeto que você está procurando.


Certo?

Para fazer isso, deve haver uma grande confiança nas habilidades do mergulhador, do tender e do resto da equipe. Qual é o seu grau de certeza quanto à sua capacidade de pesquisar itens menores com sucesso? Quanta confiança você tem nos outros mergulhadores de sua equipe?


O treinamento na piscina é o suficiente?

Muitas vezes somos criticados por treinar em uma piscina. Podemos dizer que apenas procuramos um motivo para nadar em vez de trabalhar no rio desagradável. Quanto treinamento você pode fazer em uma piscina? O lago? Isso também é água clara. Tudo o que vocês fazem é olhar os peixes e brincar ... As equipes de mergulho de segurança pública não são treinadas ou estão em treinamento para serem mergulhadores recreativos. No entanto, a percepção do que fazemos às vezes ainda é mal compreendida. Uma equipe de HazMat geralmente não tem esses tipos de problemas. Mas então, as equipes de mergulho geralmente não recebem o mesmo respeito que, digamos, uma equipe de HazMat. Às vezes há uma falta de compreensão, mas considere, não há materiais perigosos no mergulho recreativos ... ou existe?


As piscinas permitem que nos concentremos em...

Uma piscina limpa é essencial para realmente aprender e ter confiança na capacidade de pesquisa de sua equipe. Por quê? Porque é a ÚNICA maneira que podemos avaliar e observar a POSIÇÃO CORPORAL de nossos mergulhadores quando eles estão realizando uma busca com visibilidade zero. Em uma piscina, podemos simular condições de blackout (máscara cega) e treinar em água segura.


A posição do corpo é crítica para o sucesso de uma busca subaquática com visibilidade zero.


Os novos PSDs, geralmente aprendem uma pequena variedade de padrões de pesquisa e podem praticar uma ou duas vezes em um programa PSD. Em seguida, eles são levados para o mar aberto e são solicitados a realizar uma busca por um objeto específico que é plantado propositalmente na área em que vão atuar. Isso valida o treinamento e a prática que eles acabaram de fazer e aumenta a autoconfiança, porque eles são quase forçados a ter sucesso. Se eles foram ensinados a posicionar o corpo corretamente, eles realizarão as evoluções em águas abertas da mesma forma que praticaram na piscina.


Isso soa familiar?

Se eles nunca são ensinados de forma diferente, eles acreditam que fazem boas pesquisas, aperfeiçoaram a ação de pesquisa e nunca perdem nada. Isso é você? VOCÊ - você pessoalmente - está seguro o suficiente com suas habilidades para fazer essa declaração? Tem certeza??? Como você sabe? Melhor ainda, como você pode provar isso?


Pratique em uma piscina.

As fotos a seguir foram tiradas durante programas de treinamento. Os mergulhadores não estão praticando um padrão de busca; eles estão seguindo uma corda-guia através de uma pista de obstáculos. Parte de suas instruções é pesquisar ao longo do caminho e, se encontrarem algo, parar e segurar o objeto e, em seguida, largá-lo novamente. O que isso significa é que eles não estão amarrados pelas mãos e têm as duas mãos disponíveis para pesquisar. Eles podem fazer buscas à esquerda e à direita enquanto mantêm contato com a corda-guia.


À medida que descem pela corda-guia, estão praticando sua técnica de busca. É a mesma técnica de pesquisa que eles usarão em uma missão de mergulho.


Figura 1 Posição corporal ruim - pesquisa apenas com palma da mão

Observe a posição dos mergulhadores em relação ao braço de busca na Figura 1. Esta não é uma boa posição corporal. Este é um exemplo de “palm search” (Busca coma Palma da Mão). Embora isso possa parecer extremo, é muito mais comum do que você pode imaginar. Se você estiver procurando por um corpo ou veículo, provavelmente o encontrará. Você terá um mergulho bem-sucedido e isso validará ainda mais se está tudo bem. Mas o que acontece se você estiver procurando por um item menor?


Figura 2 Boa posição corporal

A Figura 2 mostra o mergulhador deitado no fundo. Não temos excesso de peso para arar na lama (levantar “silt”), mas queremos ser pesados o suficiente para manter essa posição de peito para baixo. Observe a lacuna entre o cotovelo direito dos mergulhadores e a parte inferior. Essa área NÃO está sendo pesquisada. No entanto, se o mergulhador mantiver esta posição, ele vai em um ritmo lento e constante que já foi pesquisado na passagem anterior.


Sua capacidade de pesquisar pequenos objetos com eficácia está diretamente relacionada à posição do corpo e à capacidade de realizar uma pesquisa desde a ponta dos dedos até o cotovelo.


Figura 3 Má posição corporal

Olhando para a Figura 3, você acha que este mergulhador encontraria uma .40? Que tal uma faca Bowie de 12”? Se você nunca teve a ideia de uma boa posição corporal durante a busca, esse poderia ser você. Então, se este mergulhador disse que vasculhou bem a área e a arma não estava lá ... Quão confiante você ficará depois de vê-lo em águas claras realizando uma busca? É uma busca com a palma da mão ou a ponta do dedo para procurar com o cotovelo? Observe a posição do tórax em relação à parte inferior. Com o peito alto, o corpo cria automaticamente uma lacuna, e isso também se torna uma busca com a palma da mão.



Figura 4 Melhor posição corporal

Comparando a Figura 4 com as Figuras 3 e 2, você pode começar a ver a diferença que a posição do corpo faz na eficácia de uma pesquisa. Na Figura 4, o peito dos mergulhadores está levantado e, embora isso force os braços um pouco para baixo, ainda é criado um ângulo que levanta o cotovelo do fundo.


Figura 5 Sobre alcance e busca com a palma da mão

A Figura 5 mostra um mergulhador ultrapassando uma área de busca. Observe o que acontece com seu peito. Este sobre alcance levanta o peito da parte inferior e, embora pareça na foto que o braço de busca está plano, o cotovelo está fora da parte inferior e, a menos que ele faça uma correção, deixará um vazio em sua busca.

Figura 6 Trabalhando a busca em torno de um obstáculo.

A Figura 6 mostra o mergulhador procurando ao redor de um obstáculo. O obstáculo é “engatado” com a corda-guia e sua tarefa é vasculhar a área ao redor do obstáculo. Com uma mão segura no obstáculo, ele é capaz de manter a referência ao cabo-guia e pesquisar.


Como você avaliaria esta pesquisa? Observe a posição do tórax e do cotovelo.

Descobrimos que os mergulhadores gostam de uma alça de mão e damos isso a eles quando estão amarrados. Estando amarrado, o mergulhador tem uma conexão física que fixa a corda de busca - cabo estendido - ao mergulhador. Alguns mergulhadores aprenderam ou tentaram aprender a pesquisar com as duas mãos sem alça. Descobri que é uma ocorrência rara encontrar um mergulhador que seja capaz de funcionar e pesquisar com as duas mãos de maneira eficaz.


A Figura 7 mostra uma posição corporal comum para um mergulhador pesquisando com as duas mãos enquanto está amarrado. Observe o nível do peito e agora de ambos os cotovelos. Ele encontrará um corpo ou um veículo? Que tal um pequeno cofre? As probabilidades estão a seu favor, mas apenas por causa do tamanho do objeto. Que tal aquela .380 ou a faca Bowie de 12 ”? Você poderia ter certeza de dizer a um detetive de homicídios que a arma que você está procurando não está onde o mergulhador acabou de procurar?


Figura 7 Pesquisa com duas mãos enquanto conectado.

A posição do corpo afetará seu padrão de pesquisa. Isso afetará a quantidade de área que você realmente pesquisa.


O seu tender de mergulho deve manter a linha esticada sem tirar o mergulhador do padrão da busca. Se o mergulhador se mover em direção ao tender, a corda começará a afrouxar. Se você não sentir a tensão, pare e descubra o que aconteceu e recupere a tensão. Às vezes, este é um problema com o qual o tender tem que lidar, mas em muitos casos, a folga ocorre porque você nadou muito longe em direção ao tender e ao diminuir a distância, você alterou a tensão na linha. A posição correta do corpo ajudará. Mas é preciso prática, atenção aos detalhes e a habilidade de praticar, até que você ganhe a memória muscular de como é uma boa posição corporal.





As melhores maneiras de praticar

A única maneira de corrigir e praticar a posição do corpo durante a busca é praticando em um ambiente de água limpa. Simule a visibilidade zero e faça com que outros membros da equipe assistam. Aprendam uns com os outros.


Não estamos procurando falhas para sermos críticos, estamos procurando melhorar a posição do corpo na parte inferior e ser mais eficazes na busca por objetos menores.


Se você não tiver uma boa posição corporal, tente adicionar uma pequena quantidade de peso ao seu sistema de lastro. Você pode descobrir que não está liberando todo o ar de seu colete ou roupa seca.


Pode ser que você esteja naturalmente posicionado com o peito para cima. Você pode tentar adicionar um peso ao bolso do tanque ou um peso de tornozelo em torno do primeiro estágio, isso aumentará o peso do seu corpo e pode ajudar a manter o peito abaixado. Apenas lembre-se, não estamos arando sulcos de lama e não queremos adicionar pesos que superem a capacidade de elevação do nosso colete.



Por que isso é importante

Com visibilidade zero, podemos apenas confiar em nossos sentidos. Por ter posições corporais adequadas que mantêm o peito e os cotovelos para baixo, você pode ter certeza de que está realmente procurando a área pela qual está pesquisando.


Você pode escapar impune se tudo o que fizer for procurar por objetos grandes, mas aceitar isso como o seu melhor não adiantará se você for solicitado a procurar um objeto menor.


Então, ao praticar, pratique a busca por uma chave de porta, uma faca, revólveres de brinquedo ou qualquer outro objeto pequeno. Defina vários deles e, em seguida, pesquise-os e veja quantos consegue encontrar de forma consistente. Pratique a pesquisa do cotovelo à ponta do dedo e se você achar que é culpado de apenas pesquisar com a palma da mão - conserte. Seja melhor. Porque a sua falha subaquática pode ser a única vez que essa área será revistada.


Peito para baixo, tensão na linha de busca / corda, sem aumento na inalação, ajuste seus pesos, despeje o excesso de ar em seu colete, pratique e obtenha uma imagem mental de como seu corpo se parece enquanto procura, bem como a sensação de procurar as pontas dos dedos aos cotovelos. Em nosso trabalho, uma falha é uma falha. Não falhe por causa da técnica deficiente.


Quando você disser que você ou sua equipe pesquisou uma área e não encontrou o que procurava, tenha confiança ao dizer: "Não está lá". Safe Dive!

Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page